XI Copa AEDA de Futsal

 REGULAMENTO GERAL

TÍTULO I – DAS FINALIDADES

Art. 1º- A XI Copa AEDA de Futsal é uma competição cujo objetivo é incentivar a atividade esportiva e os diversos benefícios educacionais e comportamentais complementares a ela.

 

TÍTULO II – DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO

Art. 2º- A XI Copa AEDA de Futsal é um evento promovido pela AEDA e pelo Colégio Dante Alighieri, contando com um Comitê Organizador formado por ex-alunos.

Parágrafo Único: A XI Copa AEDA de Futsal é um evento privado, de participação espontânea, exclusivamente mediante inscrição, não estando sujeito a controle público, sendo que todas as equipes participantes, bem como atletas, dirigentes e técnicos submetem-se, sem nenhum tipo de contestação em qualquer instância, às normas, regulamentos, regimentos e determinações técnicas e disciplinares emanadas do Comitê Organizador.

 

TÍTULO III – PERÍODO DE REALIZAÇÃO

Art. 3º- O início das partidas da XI Copa AEDA de Futsal está previsto para a segunda quinzena de agosto, e seu término, para a primeira quinzena de novembro, o que dependerá, porém, do calendário letivo da escola e do cronograma dos jogos das olimpíadas internas. Os jogos da XI Copa AEDA de Futsal acontecerão sempre às sextas-feiras, das 20h00 às 22h00, com datas e horários divulgados por seus organizadores no site da AEDA e nas redes sociais.  Caberá a cada equipe inscrita adaptar-se à programação, que será previamente comunicada pelo Comitê Organizador.

 

*Exceção feita no caso de não haver mais datas para o término da competição, situação em que os jogos serão agendados em outros dias da semana a partir das 21h00.

 

 

TÍTULO IV – DA PARTICIPAÇÃO

Art. 4º- Somente poderão participar da XI Copa AEDA de Futsal as equipes formadas exclusivamente por ex-alunos do Colégio Dante Alighieri.

Art. 5º- Somente poderão participar ex-alunos que tenham, obrigatoriamente, estudado pelo menos 1 (um) ano no Colégio Dante Alighieri.

Parágrafo Primeiro: As condições dos participantes deverão ser atestadas nas respectivas fichas de inscrição, que serão devidamente checadas pela organização e pela direção da escola.

Parágrafo Segundo: Os atletas inscritos não poderão ter sua inscrição substituída em nenhuma hipótese, exceto antes do início da competição.

Parágrafo Terceiro: A participação em desacordo com os termos deste regulamento poderá acarretar a eliminação da equipe.

Parágrafo Quarto: Havendo necessidade de recomposição de tabela, por conta de eliminação de equipe inscrita, conforme previsto no parágrafo acima, o Comitê Organizador fará uma análise individual do caso e, a depender da viabilidade, classificará para a fase seguinte o último adversário da equipe eliminada.

Parágrafo quinto: as equipes não poderão pagar taxas adicionais para futuras inscrições alegando haver pago a taxa e não a ter utilizado, ou seja, o atleta tem de se inscrever antes do início da competição; caso a equipe pague a taxa e não consiga ninguém para inscrever na vaga antes do início do campeonato, perde o valor da inscrição.

Art. 6º- Somente serão aceitos um destes documentos oficiais com foto: RG, CNH, Carteira de Trabalho ou Passaporte, para identificação dos atletas e participação nos jogos da XI Copa AEDA de Futsal; o documento deverá ser apresentado antes do início de cada partida.

 

TÍTULO V – DAS INSCRIÇÕES

Art. 7º- Cada equipe deverá ser formada por um número mínimo de 10 jogadores e máximo de 15 jogadores, sendo limitada a participação em apenas uma equipe, portanto, vedada a inscrição de um jogador em mais de uma equipe.

Art. 8º- As inscrições deverão ser feitas mediante o preenchimento completo dos formulários disponibilizados no site da AEDA.

Parágrafo Primeiro: Os formulários de inscrição das equipes deverão ser entregues na AEDA até a data máxima de 23 de junho de 2017, sem prorrogação, juntamente com o pagamento da taxa da equipe, não sendo aceitas fichas preenchidas à mão ou incompletas; é obrigatório o preenchimento com nome completo e data de saída do colégio;  na falta de algum desses dados, ou qualquer outro solicitado na ficha, a inscrição não será aceita pela AEDA.

Parágrafo Segundo: Além do completo preenchimento da ficha, os representantes das equipes deverão assinar um termo pelo qual concordam com as condições gerais, autorizam a participação dos demais atletas da equipe e assumem não só total responsabilidade pelas informações prestadas como também a de seguir este Regulamento e outras possíveis determinações do Comitê Organizador.

Parágrafo Terceiro: As inscrições somente serão confirmadas após a entrega do formulário completo à AEDA, devidamente preenchido, e após o atendimento das exigências já especificadas nos artigos deste Regulamento Geral, inclusive o pagamento da taxa de inscrição correspondente a R$65,00 por atleta. Após a entrega, não serão permitidas alterações nas informações prestadas, exceto em casos determinados pelo Comitê Organizador.

Parágrafo Quarto: A constatação de qualquer irregularidade implicará a imediata desclassificação da equipe nela envolvida, sendo que os resultados obtidos, até tal data, não serão considerados.

Parágrafo Quinto: Caso o número de inscrições supere aquele determinado como máximo pelo Comitê Organizador, será dada preferência de acordo com o seguinte critério:

– pagamento da respectiva taxa dentro do prazo, ou seja, não basta fazer a ficha e enviar para a AEDA; a inscrição só se confirma com o pagamento efetuado na própria AEDA.

Art. 9º- A inscrição deverá ser feita coletivamente, por equipe, com os nomes e informações de todos os atletas das respectivas equipes, nome da equipe e indicação de um técnico ou representante.

Parágrafo Primeiro: Caso a equipe não apresente um nome, este será definido pelo Comitê Organizador.

 

TÍTULO VI – DA COMPETIÇÃO

Art. 10º- A modalidade esportiva envolvida na XI Copa AEDA de Futsal será regida por Regulamento Específico, que é parte integrante deste Regulamento Geral.

Parágrafo 1- a comissão tentará usar o bom senso para a divisão tanto das quadras grandes e pequenas, como dos horários, porém não há como garantir uma divisão exata entre as equipes.

 

TÍTULO VII – DO MATERIAL ESPORTIVO E UNIFORMES

Art. 11º- As equipes deverão apresentar-se devidamente uniformizadas até no máximo o término da 2ª rodada, vestindo camiseta, calção, meião e tênis apropriados para a prática esportiva e demais artigos esportivos necessários; não será permitido o uso de cores ou tons de calção e meião diferentes daqueles do restante do time.  Nas camisetas, é obrigatória a presença de números para fácil identificação, estampados ou bordados, não sendo permitidos os feitos a lápis, a caneta ou outro material do tipo.

Parágrafo Primeiro: O não comparecimento ao jogo devidamente uniformizado ocasionará a desclassificação do atleta em questão, para aquele jogo.

Parágrafo Segundo: Caso seja verificada, durante a disputa, a participação de um atleta em desacordo com os dispositivos deste artigo, será ele instado a deixar a quadra até que a irregularidade seja sanada. Caso a irregularidade seja constatada somente após o encerramento da partida, não caberá protesto.

Parágrafo Terceiro: Será considerada mandante do jogo a equipe que se encontrar à esquerda da súmula ou acima no confronto com seu adversário, sendo que, no caso de coincidência na cor dos uniformes, caberá à visitante (direita da súmula) proceder à troca dos uniformes no prazo de 15 (quinze) minutos, utilizando-se de camisetas ou coletes fornecidos pelo Comitê Organizador; caso a equipe visitante se recuse a fazer a troca dos uniformes, o W.O será consumado.

 

TÍTULO VIII – DAS PENALIDADES E PROTESTOS

Art. 12º- Será eliminada a equipe que deixar de comparecer com um mínimo de 4 jogadores (WO) a 1 (uma) partida no horário predeterminado pela tabela, sendo que serão respeitados 15 (quinze) minutos de tolerância somente para a primeira partida da rodada do dia. A equipe adversária será considerada vencedora do confronto com um placar de 5×0.

Art. 13º- O responsável técnico das equipes deverá entregar à Comissão Organizadora, antes do início das partidas, os documentos exigidos neste Regulamento e Regulamento Específico.

Art. 14º- O atleta expulso será automaticamente suspenso do jogo seguinte no qual, dentro da competição, iria participar, sendo que, de acordo com a gravidade da transgressão, poderá receber outras eventuais punições do Comitê Organizador; os atletas que foram expulsos em 2016 e não cumpriram suspensão devido à eliminação do time terão que cumpri-la este ano, independentemente da equipe em que estão jogando.

Parágrafo Único: Aplica-se esta disposição também aos técnicos das equipes.

Art. 15º- Serão aplicadas penas disciplinares – suspensão e até mesmo eliminação da XI Copa AEDA de Futsal – às pessoas de responsabilidade definida e pertencentes às equipes inscritas, assim como às torcidas que tenham incorrido nas seguintes infrações:

a) prejudicar o bom andamento da competição;

b) promover desordens – antes, durante e depois de cada partida – nos locais onde os jogos estão sendo realizados, assim como nas proximidades;

c) incentivar nos atletas o desrespeito às autoridades;

d) estimular a prática da violência entre os atletas;

e) proferir palavras ou gestos ofensivos à moral;

f) atirar objetos nos locais dos jogos;

g) invadir os locais dos jogos;

h) participar de atos de agressão mútua entre dirigentes e atletas das equipes;

i) faltar com o respeito às autoridades ou dirigentes da competição;

j) desrespeitar ou agredir os árbitros, demais autoridades e adversários; e

k) depredar as instalações ou locais dos jogos.

Art. 16º- Caberá direito de protesto ao Comitê Organizador a respeito de irregularidades observadas durante a realização das partidas, sempre que uma equipe puder comprovar, por meio de documentos públicos reconhecidos, que outro deixou de cumprir quaisquer das exigências deste Regulamento Geral.

Parágrafo Primeiro: Será competente o representante da equipe para interpor comprovadamente protesto num prazo máximo fixado até as 18 horas da primeira segunda-feira após o dia da ocorrência em questão, fazendo-o através de e-mail para qualquer um dos representantes do Comitê Organizador, identificados na última página deste Regulamento.

Parágrafo Segundo: Ao Comitê Organizador caberá o direito de exigir da equipe denunciada toda a documentação necessária para o encaminhamento da sua defesa, no caso de as provas apresentadas pela equipe denunciante suscitarem dúvidas ou contestações. Caso a equipe denunciada não envie o que foi solicitado no prazo estipulado pelo Comitê Organizador, a equipe denunciante ganhará a causa. O Comitê Organizador também poderá solicitar a presença da pessoa – ou do grupo de pessoas – que deu motivo à denúncia.

Art. 17º- Todas as pessoas participantes da XI Copa AEDA de Futsal que infringirem este Regulamento Geral, o Regulamento Específico, Editais, Regimentos e decisões do Comitê Organizador, ou ainda

cometerem faltas disciplinares no decorrer dos jogos, estarão sujeitas, no que couber, às sanções previstas por este Regulamento Geral, bem como àquelas previstas pela legislação competente em vigor.

Parágrafo Único: Não cabem, sob hipótese alguma, protestos às decisões disciplinares, técnicas e administrativas do Comitê Organizador.

 

TÍTULO IX – DAS PREMIAÇÕES

Art. 18º- A equipe campeã ganhará medalhas e troféu. A 2ªcolocada receberá medalha. Além disso, o artilheiro do campeonato e o melhor jogador eleitos pelo Comitê Organizador também receberão um troféu.

Parágrafo Único: Ao fim de cada partida, o representante de cada equipe, identificado como “patrono” ou “responsável” no ato da inscrição, deverá comparecer à mesa e indicar o melhor jogador da equipe adversária. Ao fim do torneio, será definido como “melhor jogador” aquele atleta que tiver recebido o maior número de votos durante todo o torneio, independentemente do número de partidas disputadas por ele ou por sua equipe. Caso o responsável identificado no ato da inscrição não esteja presente, qualquer outro atleta poderá fazê-lo, com a anuência dos demais atletas de sua equipe.

 

TÍTULO X – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 19º- Deverão ser consideradas válidas somente as informações contidas neste Regulamento Geral e no Regulamento Específico.

Art. 20º- O representante do Comitê Organizador será a autoridade máxima da XI Copa AEDA de Futsal durante as disputas, tendo poder para transferir ou suspender os jogos das rodadas e tomar as providências cabíveis para o bom andamento da competição.

Art. 21º- Qualquer jogo, rodada ou competição poderá ser suspenso ou transferido por motivos imperiosos, sendo que caberá ao Comitê Organizador estipular a nova data.

Art. 22º- O Comitê Organizador não se responsabiliza por acidentes sofridos ou causados – antes, durante ou depois de cada partida – pelos participantes da XI Copa AEDA de Futsal; apenas disponibiliza os primeiros socorros aos acidentados através de uma equipe de bombeiros que fica à disposição nos horários dos jogos.

Art. 23º- Não caberão, sob hipótese alguma, protestos ou recursos contra as decisões do Comitê Organizador da XI Copa AEDA.

Art. 24º- Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pelo Comitê Organizador da XI Copa AEDA.

 

REGULAMENTO ESPECÍFICO – FUTEBOL DE SALÃO

Art. 1º- Essa modalidade será disputada por equipes masculinas.

Art. 2º- Durante os jogos, as Regras Oficiais serão aplicadas por árbitros da Federação Paulista de Futsal e deverão ser obedecidas por todos, ressalvando-se o disposto nos demais artigos deste Regulamento Específico e Regulamento Geral.

Art. 3º- No banco de reservas, somente será permitida a presença de atletas regularmente inscritos e de 1 (um) técnico, todos devidamente registrados nas fichas de inscrição.

Art. 4º- As partidas terão duração de 40 (quarenta) minutos, com dois tempos de 20 (vinte) minutos cada e intervalo de 5 (cinco) minutos. O tempo de jogo será “corrido” durante as todas as partidas do torneio, exceção feita na final, cujo tempo, pela disponibilidade de horário e quadra para a realização da partida, será “cronometrado” nos últimos 2 minutos da partida pelo Comitê Organizador, ou seja, haverá, nesse curto período, paradas no cronômetro a cada vez que a bola não estiver em jogo.

Art. 5º- Haverá uma tolerância de 15 (quinze minutos) somente para o início do primeiro jogo da rodada, sendo que os demais começarão no horário preestabelecido.

Art. 6º- O campeonato consiste em um sistema de disputa denominado dupla eliminatória, de forma que a equipe terá que perder duas vezes para ser eliminada da competição (à exceção da final, que será em partida única entre invicto e time da repescagem; caso o invicto perca este jogo, será vice-campeão). Dependendo do número de equipes inscritas na competição, haverá na primeira rodada cabeças de chave que não jogarão, sendo definidos pela ordem de colocação do campeonato de 2016, ou seja, serão eleitos os melhores do ano anterior que estejam participando da XI Copa AEDA de Futsal. A partir da segunda rodada, todos os times estarão na disputa. Cada equipe jogará no mínimo duas vezes.

Parágrafo Único: Em todas as rodadas do mata-mata, persistindo o empate, haverá cobrança de pênaltis, definidos como uma série de 3 (três) pênaltis, alternados, cobrados por jogadores diferentes, que estejam ou não em quadra no término da partida. Persistindo o empate, continuar-se-á uma série alternada até ser declarado um vencedor, destacando-se que 1 (um) mesmo jogador só poderá repetir a cobrança se todos os integrantes da equipe já o tiverem feito. As equipes devem ser equilibradas, apresentando o mesmo número de jogadores aptos antes do início das cobranças.

 

 

Se uma equipe possui mais jogadores que a outra, o capitão da equipe deve indicar o número da camisa de cada jogador que será excluído. São considerados aptos os jogadores que constam em súmula, não expulsos e não lesionados.

Art. 7º- Estarão automaticamente suspensos da partida seguinte de seus respectivos times, independentemente de outras penalidades, os jogadores ou inscritos que tiverem acumulado 3 (três) cartões amarelos ou obtido 1 (um) cartão vermelho.

Parágrafo Único: Caso um jogador receba um segundo cartão amarelo no mesmo jogo e, consequentemente, o vermelho, o primeiro cartão amarelo continuará válido e, como resultado, o jogador cumprirá um jogo de suspensão com um cartão amarelo acumulado.

Art. 8º- Os casos omissos serão resolvidos pelo Comitê Organizador.

 

Atenciosamente,

Joao Rafael Ranieri

Alexandre Issa